É nóis, maluco

Olha, eu não sei como você caiu aqui. Mas já que tá, não custa um comentário p'ra deixa pegada forte na opinião do baguio. Suave!

segunda-feira, 3 de abril de 2006

Medo Tremendo

Minha vida de Boêmio!!! Bar, bar e bar!!! Não exageeeeeero na cerveja... Mas tomo!

Ontem saindo de um, me passou uma sensação tenebrosa. Um medo de ficar sozinho...

Estranha sensação que foi acompanhada por uma cadelinha que repentinamente e surpreendentemente entrou no bar. Estava perdida!!!!

Botei a cadela nos braços. Procurei por gente procurando cachorro. Nada!

Soltei, ela sumiu...

Estou solto. Sumirei.



Boa de Hoje:
DOWN EM MIM

BARÃO VERMELHO

Eu não sei o que o meu corpo abriga
Nestas noites quentes de verão
E nem me importa que mil raios partam
Qualquer sentido vago de razão
Eu ando tão down
Eu ando tão down

Outra vez vou te cantar, vou te gritar
Te rebocar do bar
E as paredes do meu quarto vão assistir comigo
À versão nova de uma velha história
E quando o sol vier socar minha cara
Com certeza você já foi embora
Eu ando tão down
Eu ando tão down

Outra vez vou me esquecer
Pois nestas horas pega mal sofrer
Da privada eu vou dar com a minha cara
De panaca pintada no espelho
E me lembrar, sorrindo, que o banheiro
É a igreja de todos os bêbados
Eu ando tão down
Eu ando tão down
Eu ando tão down
Down... down

Quer ter essa música?

Clique aqui!

Um comentário:

carlos disse...

Sinto falta de uma pessoa muito especial no seu blog, talvez ele até esteja por aí, é que nunca leio tudo, mas acho que ele merece uma atenção maior, por ser quem é...adoro esse cara e tenho milhões de histórias para contar...dele, com ele e pra ele...e vc é responsável por meu reencontro com esse cara, Antonio Paiva, o TUNÃO.